AVISO

INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Conteúdo: 36 Pilulas Uso oral, uso adulto. Fabricante: Osório de Morais   Composição Cada drágea de Pílulas Imescard contém: 10 mg Aloína; 10 mg de At

R$19.00
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

DESCRIÇÃO

  • Conteúdo: 36 Pilulas
  • Uso oral, uso adulto.
  • Fabricante: Osório de Morais

 

Composição

Cada drágea de Pílulas Imescard contém:

  • 10 mg Aloína;
  • 10 mg de Atropa belladonna I. (Beladona);
  • 30 mg de Extrato seco de Polygonum Hydropiper (erva-de-bicho);
  • 10 mg de Cephaelis ipecacuanha (Ipeca);

 

Excipientes:

  • Álcool etílico;
  • Amido;
  • Lactose;
  • Povidona (polivinilpirrolidona K30);
  • Talco;
  • Breu K vivo;
  • Caulim;
  • Cera de abelha;
  • Cera de carnaúba;
  • Corante eritrosina;
  • Coma arábica pó;
  • Coma laca laranja;
  • Óleo de rícino;
  • Sacarose;
  • Metilparabeno.

 

 

Como funciona

A Erva-de-bicho (Polygonum hydropiper) devido à presença de taninos em sua composição possui ação sobre o ingurgitamento hemorroidal (inchaço das veias hemorroidárias). A Beladona é outra espécie vegetal usada nos espasmos intestinais (cólicas). A ação do produto como anticonstipante (contra prisão de ventre) encontra-se principalmente na presença da Aloína que possui propriedades estimulantes dos movimentos peristálticos (movimentos do intestino) favorecendo a função intestinal. A Ipeca (Cephaelis ipecacuanha) favorece a secreção dos sucos digestivos e os movimentos peristálticos no tubo gastrintestinal.

 

 

Para que serve

Pílulas Imescard são destinadas ao tratamento da prisão de ventre e também auxiliam no tratamento das hemorróidas.

 


Contraindicações

  • Este medicamento é contraindicado em pacientes com conhecida hipersensibilidade à droga e seus componentes;
  • A hiosciamina (presente na Beladona) contraindica o uso do produto em presença de glaucoma de ângulo fechado (aumentos súbitos de pressão intraocular), hipertrofia prostática (aumento da próstata), íleo paralítico (parada temporária dos movimentos de contração da parede do intestino), estenose pilórica (estreitamento da abertura do estômago para o intestino) arritmias taquicárdicas (alteração no ritmo do coração), adenoma da próstata com formação de urina residual (tumor benigno da próstata), edema agudo do pulmão (inchaço do pulmão), estenose mecânica do trato gastrointestinal e megacólon (estreitamento do trato gastrintestinal e intestino);
  • Como medida especial de precaução, deve-se evitar o emprego durante a gravidez e lactação, nas metrorragias (sangramento do útero fora do ciclo menstrual) e nas menstruações muito abundantes;
  • Este medicamento é contraindicado para uso em crianças;
  • Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica (Categoria de risco na gravidez: D);
  • Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

 

 

Como usar

  1. Tomar 3 drágeas ao dia via oral, quando houver prisão de ventre: 1 drágea a cada 8 horas;
  2. Após a regularização da função intestinal, tomar 1 drágea via oral à noite, diariamente;
  3. Para efeito purgativo, tomar 2 drágeas via oral, de uma só vez, à noite;
  4. Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

 

 

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.