AVISO

Cloridrato Propranolol 40mg 30 Comprimidos Neoquímica Genérico C

(Código: 994030)
INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

  Conteúdo: 30 Comprimidos - 40mg cada Uso oral, uso adulto e pediátrico Fabricante: Neoquímica       Composição   40 mg de Cloridrato de Propranolol;

R$2.19
-55%
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

DESCRIÇÃO

 

  • Conteúdo: 30 Comprimidos - 40mg cada
  • Uso oral, uso adulto e pediátrico
  • Fabricante: Neoquímica

 

 

 

Composição

 

  • 40 mg de Cloridrato de Propranolol;

 

1 comprimido de excipientes q.s.p..

Excipientes:

 

  • amido,
  • estearato de magnésio,
  • povidona,
  • manitol,
  • celulose microcristalina,
  • talco
  • álcool etílico.

 

 

Para que é indicado

O Propranolol é um betabloqueador indicado para:

Controle de hipertensão (pressão alta);

Controle de angina pectoris (sensação de pressão e dor no peito);

Controle das arritmias cardíacas (alterações no ritmo dos batimentos cardíacos);

Prevenção da enxaqueca (dor de cabeça forte);

Controle do tremor essencial;

Controle da ansiedade e taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos) por ansiedade;

Controle adjuvante da tireotoxicose (aumento da secreção da glândula tireoide) e crise tireotóxica; Controle da cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva (aumento do volume do coração e problemas no seu funcionamento);

Controle de feocromocitoma (tipo de tumor, geralmente benigno, localizado na glândula suprarrenal). Neste caso, o tratamento com propranolol deve apenas ser iniciado na presença de um bloqueio alfa efetivo).

 

Como funciona

Cloridrato Propranolol é um medicamento betabloqueador, que inibe a estimulação dos receptores beta-adrenérgicos (beta-1 e beta-2) presentes no organismo (como no coração e nos vasos sanguíneos).

 

Contraindicações

 

  • O propranolol, assim como outros betabloqueadores, não deve ser utilizado na presença de:
  • Conhecida hipersensibilidade (alergia) ao propranolol e aos outros componentes da fórmula;
  • Hipotensão (pressão baixa);
  • Bradicardia (diminuição dos batimentos cardíacos);
  • Distúrbios graves da circulação arterial periférica (alterações na circulação sanguínea);
  • Síndrome do nó sinoatrial (um tipo de arritmia cardíaca);
  • Feocromocitoma (tipo de tumor, geralmente benigno, localizado na glândula suprarrenal) não tratado; Insuficiência cardíaca descompensada (problemas no funcionamento do coração);
  • Angina de Prinzmetal (sensação de pressão e dor no peito em repouso);
  • Choque cardiogênico (problemas graves na circulação do coração);
  • Acidose metabólica (alto nível de ácidos no sangue);
  • Após jejum prolongado;
  • Bloqueio cardíaco de segundo ou terceiro grau (bloqueio nos impulsos elétricos do coração);
  • Histórico de asma brônquica ou broncoespasmo (contrações nos brônquios do pulmão);
  • Não deve ser utilizado por pacientes com predisposição à hipoglicemia, isto é, pacientes após jejum prolongado ou pacientes com reservas contrarregulatórias restritas (nível de certos hormônios como glucagon e adrenalina).

 

 

Como usar

 

  1. Os comprimidos de propranolol devem ser administrados por via oral, engolidos inteiros com água.
  2. Siga corretamente as orientações do seu médico e respeite a dosagem, horários de ingestão e período de tratamento.

 

 

ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.