AVISO

Cefaliv 12 Comprimidos

(Código: 318507)
INFORMAÇÕES SOBRE O PRODUTO

Conteúdo: 12 comprimidos Uso oral Uso adulto Fabricante: Aché Cefaliv é um medicamento recomendado para o tratamento das crises de dor de cabeça, espe

R$17.13 R$16.10
-
+

Preço para o cep 90620-130

A disponibilidade e os preços dos produtos podem mudar de acordo com a sua localidade! (Alterar)

Não sei meu CEP

DESCRIÇÃO

  • Conteúdo: 12 comprimidos

  • Uso oral

  • Uso adulto

  • Fabricante: Aché

Cefaliv é um medicamento recomendado para o tratamento das crises de dor de cabeça, especialmente os casos de enxaqueca.

Sua fórmula age no sistema nervoso central, aliviando a dor de cabeça gerada pela enxaqueca. Do mesmo modo, Cefaliv também contém analgésico e cafeína, que impulsiona a ação dos demais componentes da composição.


Composição

Cada comprimido de Cefaliv contém:

  • Mesilato de di-hidroergotamina

  • Dipirona monoidratada

  • Cafeína


Excipientes:

  • Amido

  • Celulose microcristalina

  • Estearato de magnésio

  • Povidona

  • Corante amarelo FDC nº 5 laca de alumínio

  • Corante amarelo FDC nº 6 laca de alumínio

  • Manitol


Indicações de uso

Cefaliv é indicado para o tratamento das crises de dor de cabeça (cefaleia), incluindo a enxaqueca.


Como funciona

O medicamento apresenta em sua fórmula uma substância (di-hidroergotamina), que age no sistema nervoso central, e é específica para o alívio da dor de cabeça gerada pela enxaqueca, apresenta também um analgésico (dipirona monoidratada) e a cafeína, que aumenta a efetividade dos analgésicos.


Para que serve

Cefaliv combate a dor de cabeça e a enxaqueca.


Contraindicações

Cefaliv é contraindicado para:

  • Menores de 18 anos;

  • Pacientes que apresentem: hipersensibilidade a quaisquer dos componentes de sua fórmula ou a outros alcaloides do ergot;

  • Pacientes com hipertensão não controlada;

  • Pacientes com comprometimento severo da função renal ou hepática, doenças vasculares periféricas, infarto agudo do miocárdio, angina pectoris e outras doenças cardíacas isquêmicas;

  • Pacientes com hipotensão prolongada;

  • Pacientes com sepse após cirurgia vascular;

  • Pacientes com enxaqueca basilar ou hemiplégica;

  • Pacientes com alergia a pirazolonas (p.ex. fenazona, propifenazona) ou pirazolidinas (p.ex. fenilbutazona, oxifembutazona) ou que tenham apresentado agranulocitose em relação a algum destes medicamentos;

  • Pacientes com doenças metabólicas como porfiria e deficiência congênita da glicose-6-fosfato-desidrogenase;

  • Pacientes com alteração da função da medula óssea ou doenças do sistema hematopoiético;

  • Pacientes que apresentaram broncoespasmo ou outras reações alérgicas (rinite, urticária, angioedema) induzidas por ácido acetilsalicílico, paracetamol, ou por outros agentes anti-inflamatórios.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento.

Este medicamento não deve ser utilizado durante a lactação. Os alcaloides do ergot inibem a lactação e podem causar ergotismo no neonato.


Como usar

Tomar 1 a 2 comprimidos ao primeiro sinal de enxaqueca; caso não haja melhora da sintomatologia, ingerir 1 comprimido a cada 30 minutos, até um máximo de 6 comprimidos ao dia. Não utilizar por mais de 10 dias seguidos.


ADVERTÊNCIA DE USO:
A PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.